Queniano bate recorde do continente americano na Meia Maratona de Buenos Aires

0
164

A Meia Maratona disputada no passado domingo em Buenos Aires registou o número recorde de 18.271 classificados e um elevado nível técnico. Os quatro primeiros correram abaixo da hora, com o queniano Bedan Karoki a vencer em 59m05s, recorde do continente americano e o segundo mais rápido do mundo em 2019.

No ano passado, Karoki havia sido segundo com 59m50s, voltando agora para pulverizar o recorde numa manhã com uma temperatura perfeita, 14°C de média.

“Estou empolgado com o apoio e o calor das pessoas. E também estou convencido de que Buenos Aires é um dos melhores lugares para se correr. Esse percurso é ideal até para bater o recorde mundial ”, afirmou Karoki, vice-campeão mundial da meia-maratona e que, agora, projeta o futuro na maratona, com foco na Maratona de Chicago, em Outubro.

O pódio no masculino teve ainda o etíope Seifu Tura Abdiwak (59m17s) e o queniano Paul Lonyangata (59m49s), com o sul-africano Stephen Mokoka a ser quarto (59m51s). O melhor argentino foi Joaquin Arbe, em nono com 1h02m51s, melhor marca do seu país nos últimos 21 anos e o segundo melhor de sempre.

As mulheres também brilharam com as cinco primeiras abaixo de 1h10m. A vencedora foi a etíope Ababel Yeshaneh Brihane com um novo recorde do percurso, em 1h07m44s.

Deixar Resposta