Ranking mundial dos 10.000 metros femininos 2018 –Queniana Pauline Kamulu apenas com 54º tempo mundial

0
567

Portugal teve três atletas no top 100

Foi muito fraco o panorama mundial dos 10 mil metros em 2018. A primeira, a queniana Pauline Kamulu, fez apenas a 54ª marca mundial e tivemos escassas 37 atletas abaixo dos 32 minutos. E 5 das 10 marcas cimeiras foram conseguidas já em Dezembro último.

Os grandes meetings como os da Liga Dourada não apostam nesta distância. Cinco das dez melhores marcas foram conseguida no Japão.

Portugal esteve em destaque ao colocar três atletas no top 100. Foram elas Sara Moreira em 45º lugar (32.10,50), Inês Monteiro em 64º (32.20,72) e Catarina Ribeiro em 66º (32.21,19). E curiosamente, a 10ª marca foi conseguida no meeting da Maia.

De destacar o facto de as africanas terem sido largamente suplantadas no top 100.

Eis a lista das dez primeiras:

Nome País Tempo Local Data
Pauline Kamulu Quénia 30.41,85 Fukagawa 11-jul
Minami Yamanouchi Japão 31.16,48 Yamaguchi 08-dez
Grace Kimanzi Quénia 31.17,28 Yamaguchi 08-dez
Harumi Okamoto Japão 31.28,20 Yamaguchi 08-dez
Rina Nabeshima Japão 31.28,81 Yamaguchi 08-dez
Hitomi Niiya Japão 31.32,50 Melbourne 13-dez
Lonah Chemtai Salpeter Israel 31.33,03 Londres 19-mai
Marcyline Chelangat Uganda 31.38,4h Kampala 03-mar
Stella Chesang Uganda 31.39,0h Kampala 03-mar
10ª Gloriah Kite Quénia 31.41,47 Maia 02-jun

– A centésima marca pertence à britânica Louise Sma com 32.34,73.

– A primeira europeia foi a romena Ancuta Bobocel em 11º lugar com 31.43,12.

– O recorde mundial pertence à etíope Almaz Ayana com 29.17,45 com Fernanda Ribeiro a ser ainda a 24ª do ranking mundial com 30.22,88.

A lista das cem melhores marcas é comandada pelo Japão com 27, seguido dos Estados Unidos com 18, com o Quénia a ficar-se por 14 e a Etiópia com 6!

Lista dos principais países com as melhores 100 marcas

Japão – 27

Estados Unidos – 18

Quénia – 14

Etiópia – 6

Grã-Bretanha – 5

Austrália – 5

Deixar Resposta