Retornar aos treinos de corrida após as férias

0
965

Depois do descanso ativo, os corredores precisam prestar atenção para não sofrerem lesões. Treino de base é o principal aliado dos atletas.

Após um período de descanso, seja ele curto ou longo, os atletas voltam aos treinos e preparam-se para a nova temporada. O segredo para um bom retorno é o planeamento, com o intuito de evitar lesões e obter o maior rendimento e a melhor performance. Voltar no mesmo ritmo que quando tinha parado, poderá acarretar em alguns problemas.

O descanso ativo – intervalo dado entre os treinos, porém sem parar totalmente com as atividades – é fundamental para o treino, pois faz parte do ciclo regenerativo do atleta. O primeiro ponto a ter atenção no retorno aos treinos, é a condição aeróbia básica.

A primeira coisa que o corredor perde quando está um tempo parado, é a condição orgânica básica, que é o desempenho do coração e do pulmão. Dessa forma, deve-se adotar a frequência cardíaca como referencial, com o objetivo de fazer funcionar o motor do corpo novamente. Neste primeiro momento, o atleta precisa esquecer o ritmo antigo e focar-se apenas na frequência dos batimentos.

O segundo ponto a ser considerado é a flexibilidade. O nosso corpo perde flexibilidade muito rapidamente, portanto, é muito importante dar ênfase aos alongamentos e aos exercícios de amplitude. As duas primeiras etapas podem durar entre duas a seis semanas, dependendo do lastro fisiológico de cada corredor. É preciso ter paciência e disciplina.

Este primeiro momento após o descanso ativo, que sustenta o planeamento das provas do ano, é conhecido entre os corredores como treino de base.

O cuidado com as lesões deve ser grande 

No retorno das férias, lesão é tiro e queda. Para evitar qualquer risco, o fortalecimento do corpo para a temporada tem que ser feito com cautela. Os treinos de fortalecimento, musculação, bicicleta e elevação podem durar aproximadamente dois meses. Depois da base, o corredor tem um treino específico, baseado no seu nível e foco para o ano. O segredo é trabalhar de forma gradual.

O recomendável é voltar devagar, respeitando o corpo. Depois das férias, é normal voltar pesado, como se corresse com peso em cada perna, mas é um processo natural. Conforme os treinos vão evoluindo, o corpo volta ao ritmo e o atleta voa novamente.

Mas há quem não costume parar completamente durante o descanso. Férias de corredor, não significa ficar parado. Nas semanas de descanso, pode-se continuar correndo, só que com volume e intensidade bem menores. Aliado a isso, podem-se praticar outras modalidades e reforçar a musculação. Nas primeiras semanas, o treino é de base para recuperar, aos poucos, a condição. Depois é focar no planeamento de provas do ano. O importante é estabelecer uma meta.

Deixar Resposta