Seis recordes dos campeonatos nos Nacionais de Sub’23

0
167

Foram bem positivos os Campeonatos Nacionais de Sub’23, realizados em conjunto com os Campeonatos de Portugal e que, ao contrário do que referimos anteriormente, constavam do regulamento publicado pela FPA, que referia a dada altura que seriam atribuídas medalhas aos melhores sub’23.

Comparando as marcas dos vencedores de 2020 (incluindo os juniores) com os de 2019, verifica-se que este ano houve 8 marcas masculinas melhores (5 piores e 2 não comparáveis devido aos ventos) e 7 marcas femininas melhores (8 piores). E foram batidos nada menos de sete recordes dos campeonatos, com relevo para os cinco masculinos, três deles em lançamentos.

Eis a lista:

400 m (M) – João Coelho SLB 47,09

(antes: Alberto Jorge 47,0m em 1987)

Altura (M) – Gerson Baldé SLB 2,23

(antes: Paulo Conceição 2,18 em 2015)

Disco (M) – Emanuel Sousa SLB 57,48

(antes: Edujose Lima 55,92 em 2018)

Martelo (M) – Ruben Antunes SCP 68,85

(antes: Décio Andrade 68,01 em 2019)

Dardo (M) – Leandro Ramos SLB 75,78

(antes: Tiago Aperta 70,45 em 2012)

3000 m (F) – Mariana Machado SCB 9.13,60

(antes: Ana Dias 9.16,05 em 1984)

Dardo (F) – Cláudia Ferreira SCP 53,27

(antes: Cláudia Ferreira 51,50 em 2017)

Há ainda a registar o facto de nada menos de cinco atletas terem conseguido os seus terceiros títulos consecutivos: Isaac Nader (1500 m); Filipe Vitorino (3000 m) – embora beneficiando do facto de o atleta júnior que lhe ganhou não ser considerado; Leandro Ramos (dardo); Catarina Lourenço (200 m) e Carina Pereira (400 m). A estes poderia juntar-se Cláudia Ferreira (dardo), campeã em 2017 e 2020 e que fora a primeira em 2016 mas nesse ano (como agora) as juniores não contavam. Há ainda mais seis atletas que repetiram os títulos do ano passado: Paulo Soares (400 m barreiras), Emanuel Sousa (disco), Manuel Dias (decatlo/pentatlo), Andreia Pingueiro (1500 m), Ivanilda Lopes (disco) e Ângela Silva (martelo), embora esta última tenha sido segunda na prova, mas beneficiando do facto de a vencedora ser júnior.

Uma última referência para os clubes. Não houve classificação coletiva mas o Benfica arrecadou 13 títulos (10 masc.+3 fem.) contra 8 do Sporting (6 masc.+2 fem.).

Deixar Resposta