Semenya: “Podem mudar as regras mas não regerem a minha vida”

0
178

Caster Semenya já reagiu à decisão da justiça suíça que confirmou a decisão da World Athletics em proibir as atletas com hiperandrogenismo de participarem em provas entre os 400 m e a milha.“Tranquilidade, gente. Um homem pode mudar as regras mas esse homem não pode reger a minha vida”, disse a atleta na sua conta do Twitter, ante a indignação generalizada no seu país, onde a atleta é muito querida.

“O que digo é que posso fracassar ante eles mas a verdade é que ganhei esta batalha há muito tempo. Verifiquem as minhas conquistas e compreendereis. As portas podem estar fechadas mas não com uma chave”, acrescentou nessa rede social.

Após um comunicado emitido horas antes pelos advogados que trataram do seu apelo na Suíça contra a World Athletics, a corredora declarava-se muito dececionada pela decisão judicial. “Continuarei lutando pelos direitos humanos das atletas, tanto dentro como fora das pistas, até que possamos correr livres como nascemos”.

Deixar Resposta