Sporting também campeão nacional de juvenis

0
1146

Depois dos títulos masculino e feminino de juniores e feminino de sub’23, o Sporting concluiu os Nacionais jovens de ar livre com mais dois títulos (masculino e feminino) em juvenis, confirmando as vitórias de há um ano. No setor masculino, os “leões” somaram 203 pontos, contra 179 do Benfica e 110 da J. Vidigalense. No feminino, o Sporting conseguiu 161 pontos e a J. Vidigalense (136) e o GD Estreito (84,5 p.) ficaram à frente do Benfica (4º com 84 p.).

A nível individual, eis os destaques da 2ª jornada destes campeonatos realizados em Fátima:

– Novas vitórias para os ainda iniciados Sizínio Ambriz (Benfica), com 14,43 nos 110 m barreiras, a dois centésimos do seu melhor, e Rita Figueiredo (GD Ribeirinhos), com 2.14,27 nos 800m, ambos com boas margens sobre os segundos, Gustavo Rodrigo (UFC Tomar), com 14,56 (recorde pessoal) e Camila Gomes (Sporting), com 2.16,83, respetivamente.

– Mais dois títulos (a juntar ao de sábado) de Sofia Lavreshina (J. Vidigalense), no triplo (11,85) e nos 300 m barreiras, neste caso com um recorde pessoal (por quase segundo e meio!) de 44,55. Carla Rodrigues (Sporting) também ganhou dois títulos nesta jornada, na vara (3,05) e no dardo/500 g (38,82 – recorde pessoal).

– Surpresas nos 200 m, com o triunfo de Gabriel Maia (CCD Ribeirinho), com 22,52 (recorde pessoal), sobre Guilherme Mendo (Sporting), com 22,76; nos 300 m barreiras, com Diogo Barrigana (Sporting) a fazer o melhor tempo (39,22) apesar de ter corrido numa série secundária; e no martelo, com vitória de Marco Paredes (CS Gaia), com 53,92 (recorde pessoal), e Diogo Freitas (GD Estreito), teoricamente com grande vantagem, a não se classificar devido a três nulos.

– Superioridade das atletas do Maratona nos 200 m: Carmo Juiz com 25,68 (v:-1,9) e Leonor Ferreira com 25,93.

– Quatro atletas com tempos na casa de 1.56 nos 800 m e vitória de David Garcia (Benfica), com 1.56,23, sobre Gabriel Ludwick (Royal Lagos), com 1.56,39.

– Larga superioridade (quase meio minuto) nos 3000 m de Beatriz Rios (A. Montanha), com 9.50,46, e Inês Borba (Vit. Setúbal), com um recorde pessoal de 9.52,22), sobre as demais. No setor masculino, triunfou Fábio Simões (RD Águeda), com 8.45,89, à frente de Ruben Pires (UD Várzea), com 8.49,80 (recorde pessoal).

– Larga superioridade (quase dois metros e meio!), igualmente, de Débora Quaresma (Sporting) no peso/3kg, com 15,20 (recorde pessoal por um centímetro).

– Tal como no peso da véspera, no disco triunfou Marcelo Reis (CD Oliv. Bairro), com 45,19, sobre André Carvalho (Sporting), que melhorou o recorde pessoal, com 42,82.

– Ashley Nhunga (J. Vidigalense) melhorou dois centésimos nos 100 m barreiras/76cm (14,68) e derrotou Margarida Patrício (AEA Cartaxo), que gastou 14,78.

Pedro Sá (A. Montanha) igualou o recorde pessoal e ganhou o salto em altura, com1,94.

– Recorde pessoal para Simão Alexandre, vencedor do triplo com 13,83 (v:+4,1) mas 13,78 (+1,9) num salto secundário.

– O Maratona CP ganhou as duas estafetas femininas (gastando 2.18,88 na medley). A J. Vidigalense ganhou a estafeta medley masculina (2.03,49).

Deixar Resposta