Wilson Kipsang, ex-recordista mundial da maratona, suspenso por quatro anos

0
217

O queniano Wilson Kipsang, ex-recordista mundial da maratona, foi suspenso por quatro anos pela Unidade de Integridade de Atletismo, devido a violações das leis antidoping.

A suspensão de Kipsang, de 38 anos, começou a contar a partir do passado 10 de Janeiro e deveu-se por alterações do seu paradeiro, provas e testemunhos falsos.

Entre outros testemunhos falsos, Kipsang declarou que havia faltado a um teste em Maio de 2019 por ter estado bloqueado na estrada devido a um acidente automóvel. Para provar, mandou uma foto do acidente. Mas provou-se depois que essa foto dizia respeito sim, a um acidente verificado mais tarde, em Agosto desse ano.

O atleta foi sancionado provisoriamente em Janeiro depois de quatro faltas no momento de assinalar o seu paradeiro entre Abril de 2018 e Maio de 2019. Três faltas deste tipo equivalem a um controlo positivo.

Medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de 2012, Kipsang venceu a maratona de Berlim em 2013, então com um novo recorde mundial de 2h03m23s. Também venceu as maratonas de Londres, Nova York e Tóquio.

Vários atletas quenianos têm sido suspensos por doping, incluindo Jemima Sumgong, vencedora da maratona olímpica em 2016.

Deixar Resposta