BALANÇO DA ÉPOCA 2017 – 100 METROS (F)

0
2534

Foto: Imagem de arquivo 

Bazolo muito à frente mas sem recorde

  • Marisa Carvalho já segunda sem se especializar

Larga superioridade da ex-congolesa Lorène Bazolo nos 100 metros, embora aquém dos 11,21 da época passada com que bateu o recorde nacional de Lucrécia Jardim. Com o abandono de Carla Tavares, aumentou o fosso para as restantes e a segunda da época acabou por ser Marisa Carvalho, que não é especialista e raramente fez a prova.

A média das 10 e 20 melhores ficou aquém dos recordes da época passada, mas por pouco: 11,90 para o top’10, contra 11,86 em 2016 e ainda ligeiramente aquém do antigo recorde de… 1998; 12,10 para o top’20, a segunda média de sempre depois dos 12,09 de 2016.

O PÓDIO

1ª LORÈNE BAZOLO (SPORTING)

Conseguiu como melhor 11,37 nas condições excecionais de Salamanca, mas aproximou-se depois na Maia (11,42) e na I Divisão (11,43). E no Campeonato de Portugal ganhou com 11,16 mas vento a mais (+2,9). Foi 3ª no Europeu de Seleções e 8ª na meia-final dos 60 m do Europeu de pista coberta.

2ª MARISA CARVALHO (BENFICA)

Heptatlonista, ainda júnior (de 1ª época), obteve 11,73 (e 11,82) no Lisboa-Madrid do final da época, aquém dos 11,65 de há um ano. Mas não fez mais provas.

3ª CÁTIA SANTOS (BENFICA)

Conseguiu 11,80 em Salamanca (recorde pessoal por dois centésimos) e 11,84 e 11,85 em Portugal. Mas foi apenas quinta no Campeonato de Portugal

E AINDA…

Sem chegar aos 11,75 de 2015, Olímpia Barbosa foi 2ª no Campeonato de Portugal (com 11,76 ventosos) e campeã nacional sub’23 (11,84 igualmente ventosos), acabando por ficar com “apenas” 11,93 como melhor marca válida, bem aquém da sua valia. Conseguiram recordes pessoais abaixo de 12 segundos Rivinilda Mentai (tinha 12,02, fez 11,97) e Tatiana Rosário (12,09-11,98). E há ainda a referir duas atletas estrangeiras há muito entre nós: Adriana Alves (12,13-11,78) e Rosalina Santos (igualou os 11,80 de 2016).

A REVELAÇÃO: CATARINA LOURENÇO (CA SAL. MANIQUE)

Progrediu de 12,31 em 2016 para 12,27 em abril, 12,24 em maio, 12,23 e 12,16 em junho e 12,02 e 12,01 em meados de julho, antes de fechar a época com 11,92. Juvenis melhores que ela apenas Marisa Carvalho (11,65 em 2016) e Lucrécia Jardim (11,73 em 1988)…

Veja aqui o ranking 2017

… e aqui o ranking mais aprofundado

 

 

 

Deixar Resposta